Papa alerta sobre preguiça espiritual: cristão é lâmpada do Evangelho


28/02/2021 - 11:16
No Angelus de hoje, Papa recorda missão do cristão de levar a luz de Cristo ao mundo e alerta sobre a preguiça espiritual

No Angelus deste domingo, 28, na Praça São Pedro, Papa Francisco deixou um alerta sobre a preguiça espiritual. A partir do relato bíblico sobre a transfiguração do Senhor, lembrou a missão do cristão de levar a luz de Cristo às pessoas.

Jesus chamou Pedro, Tiago e João e os levou para a montanha. O Santo Padre lembrou que a montanha, na Bíblia, tem um significado especial. Trata-se do lugar onde o céu e a terra se tocam, onde profetas tiveram o encontro com Deus.

A face radiante de Jesus e suas vestes resplandecentes que antecipam sua imagem como ressuscitado dão aos discípulos a luz da esperança, disse o Papa. É uma luz para atravessar as trevas. “A morte não será o fim de tudo porque se abrirá à glória da Ressurreição”.

Nas provações, lembrar da luz de Cristo

Estar na montanha com Jesus é uma “antecipação” de luz no coração da Quaresma. Segundo o Papa, é um convite a lembrar, nos momentos de provação, que o Senhor ressuscitou e não permite que as trevas tenham a última palavra.

No próprio caminho de fé, disse o Papa, as pessoas se deparam com o escândalo da cruz e as exigências do Evangelho. Este pede para viver a vida a serviço e perdê-la no amor, em vez de guardá-la para nós e defendê-la.

“Precisamos, então, de um outro olhar, de uma luz que ilumine em profundidade o mistério da vida e nos ajude a ir além dos nossos esquemas e critérios deste mundo. Também nós somos chamados a subir ao monte, a contemplar a beleza do Ressuscitado que acende vislumbres de luz em cada fragmento de nossa vida e nos ajuda a interpretar a história a partir da vitória pascal”.

Cuidado com a preguiça espiritual

O Papa ressaltou, porém, que não se pode permanecer no monte, desfrutando sozinhos das bem-aventuranças deste encontro com Jesus. Ele alertou sobre a preguiça espiritual lembrando que Jesus nos traz de volta ao vale entre os irmãos na vida cotidiana.

“Devemos nos cuidar sobre a preguiça espiritual: estamos bem, com nossas orações e liturgias, e nos basta isso. Não! Subir ao monte não é esquecer a realidade; rezar nunca é fugir das fadigas da vida; a luz da fé não serve para uma bela emoção espiritual. Não, essa não é a mensagem de Jesus”.

E essa reflexão faz lembrar a missão de vida do cristão. “Somos chamados a fazer experiência do encontro com Cristo para que, iluminados pela sua luz, possamos leva-la e fazê-la resplandecer em todos os lugares. Acender pequenas luzes nos corações das pessoas; ser pequenas lâmpadas de Evangelho que levam um pouco de amor e de esperança: essa é a missão do cristão”.



Ultimas Matérias
O Papa Emérito Bento XVI faz 94 anos
Papa à CNBB: promover a reconciliação do povo brasileiro
Papa: uma política que ignora os pobres nunca pode promover o bem comum
CNBB: bispos reunidos em assembleia divulgam mensagem ao povo brasileiro
Mensagem ao Povo Brasileiro - CNBB
Veja Mais