Papa no ângelus: A oração é indispensável para a missão apostólica


20/10/2019 - 19:14

O Papa Francisco destacou que a condição indispensável para viver plenamente a missão é a oração e animou os presentes a rezar pelos missionários do mundo inteiro.

Assim o indicou o Santo Padre na oração do Ângelus deste domingo 20 de outubro, dia em que a Igreja Universal celebra a Jornada Missionária Mundial.

“Para viver plenamente a missão há uma condição indispensável: a oração, uma oração fervente e incessante, segundo o ensinamento de Jesus proclamada também no Evangelho de hoje, em que Ele conta uma parábola sobre a necessidade de rezar sempre, sem cansar-se nunca. Nunca”, explicou o Papa.

Refletindo na passagem bíblica do Evangelho de São Lucas, o Pontífice destacou que “a oração é o primeiro apoio do povo de Deus para os missionários, rica de afeto e de gratidão por sua difícil tarefa de anunciar e doar a luz e a graça do Evangelho a quem ainda não a recebeu”.

“Hoje é uma bela ocasião para nos perguntarmos: rezo pelos missionários? Rezo por aqueles que vão longe para levar a Palavra de Deus com o seu testemunho? Pensemos”, disse o Papa.

O Papa recordou ainda que a Dia Mundial das Missões é “uma ocasião favorável para que cada pessoa batizada seja mais consciente da necessidade de cooperar na proclamação da Palavra, anunciando o Reino de Deus através de um compromisso renovado”.

Nesta linha, recordou a Carta Apostólica “Maximum illud” do Papa Bento XV escrita em 1919 com o objetivo de dar “um novo impulso à responsabilidade missionária de toda a Igreja”.

Conforme explicou o Papa Francisco, tal documento adverte “a necessidade de melhorar evangelicamente a missão no mundo, para que venha a ser purificada de qualquer incrustação colonial e livre dos condicionamentos das políticas expansionistas das nações européias”.

A respeito, Francisco assinalou que a mensagem de Bento XV “é ainda atual e estimula a superar a tentação de toda teimosia autorreferencial e de toda forma de pessimismo pastoral, para nos abrir à novidade alegre do Evangelho”.

“Neste tempo, marcado por uma globalização que deveria ser solidária e respeitosa da particularidade dos povos, mas que, ao contrário, ainda sofre a homologação e os velhos conflitos de poder que alimentam guerras e arruínam o planeta, os crentes estão chamados a levar a todas partes, com novo entusiasmo, a boa notícia de que em Jesus a misericórdia vence o pecado, a esperança vence o medo, a fraternidade vence a hostilidade. Cristo é nossa paz e nele se supera toda divisão, só nele está a salvação de cada homem e de cada povo”, expressou o Papa.

Por isso, o Pontífice confiou à Virgem Maria “que acompanhe e proteja cada dia aos missionários do Evangelho”.



Ultimas Matérias
Papa pede aos empresários: para que eduquem o mundo do trabalho a um novo estilo
Presépio já está montado na Catedral
Conheça o significado do Presépio
Como devo me preparar para o Natal?
5 conselhos para viver bem o Advento
Veja Mais